Jurisprudência Fixada - Criminais

Jurisprudência Fixada Criminal – Ano 2019

Acordão nº8/2019

«O condutor de um veículo automóvel na via pública que, submetido a exame de pesquisa de álcool no sangue, apresenta uma TAS igual ou superior a 1,20 g/l, que é advertido que não pode conduzir nas 12 horas imediatamente seguintes e que, não respeitando tal advertência, vem a fazê-lo com uma TAS igual ou superior a 1,20 g/l, comete, em concurso com o crime de desobediência qualificada, p. e p. pelos artigos 154.º, n.º 2, do Código da Estrada e 348.º, n.os 1, alínea a), e 2, do Código Penal, dois crimes de condução de veículo em estado de embriaguez, p. e p. pelo artigo 292.º, n.º 1, do Código Penal»

Lopes da Mota (Relator)
DR-246 SÉRIE I de 2019-12-23

Texto Integral:Diário da República | Bases de Dados Jurídicas


 

Acordão nº7/2019

«Havendo lugar à execução sucessiva de várias penas pelo mesmo condenado, caso seja revogada a liberdade condicional de uma pena com fundamento na prática de um crime pelo qual o arguido foi condenado em pena de prisão, o arguido terá de cumprir o remanescente dessa pena por inteiro por força do disposto no artigo 63.º, n.º 4, do CP, não podendo quanto a ela beneficiar de nova liberdade condicional.»

Pires da Graça (Relator)
DR-230 SÉRIE I de 2019-11-29

Texto Integral:Diário da República | Bases de Dados Jurídicas


 

Acordão nº5/2019

«O despacho genérico ou tabelar de admissão de impugnação de decisão da autoridade administrativa, proferido ao abrigo do disposto no artigo 63.º, n.º 1, do Regime Geral das Contra-Ordenações, não adquire força de caso julgado formal.»

Clemente Lima (Relator)
DR-185 SÉRIE I de 2019-09-26

Texto Integral:Diário da República | Bases de Dados Jurídicas


 

Acordão nº3/2019

«Em processo contraordenacional, no recurso da decisão proferida em 1.ª instância o recorrente pode suscitar questões que não tenha alegado na impugnação judicial da decisão da autoridade administrativa.»

Helena Moniz (Relator)
DR-124 SÉRIE I de 2019-07-02

Texto Integral:Diário da República | Bases de Dados Jurídicas


 

Acordão nº2/2019

«Para efeitos do ponto 9 da tabela anexa à Portaria n.º 1386/2004, de 10 de novembro, em vigor por força do disposto no artigo 25.º, n.º 1, da Portaria n.º 10/2008, de 3 de janeiro, na redação dada pela Portaria n.º 654/2010, de 11 de agosto (e aqui republicada integralmente), o cômputo dos honorários para proteção jurídica terá por base o número de sessões diárias efetuadas para além de duas, considerando-se que o trabalho iniciado de manhã, interrompido para almoço e prosseguindo da parte da tarde do mesmo dia, constitui duas sessões autónomas para efeitos de compensação remuneratória.»

Helena Moniz (Relator)
DR-95 SÉRIE I de 2019-05-17

Texto Integral:Diário da República | Bases de Dados Jurídicas